Ir para conteúdo

Ir para conteúdo

Prefeitura
Enquete
PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAIÇARA
Em nossa cidade é oferecido o curso técnico de segurança do trabalho. Você tem interesse de participar?
Newsletter
QUER RECEBER AS NOVIDADES
DA PREFEITURA?
Unidade Fiscais
PREFEITURA DE GUAIÇARA
UFESP - 2017
R$ 25,07
Notícias
Principal   Notícias
 
07/10/2017
› Secretaria da Saúde III

SÉRIE ANIMAIS SINANTRÓPICOS DO CONTROLE DE VETORES DE GUAIÇARA: ESCORPIÃO III – CRENDICES E PERGUNTAS FREQUENTES Fonte: Ministério da Saúde

- O escorpião ataca? Não, o escorpião se defende. Ferroa apenas quando é molestado, para se defender, ou seja, quando alguém coloca a mão, pisa ou encosta nele intencionalmente ou sem perceber.

- Se eu encontrar um escorpião na minha casa significa que encontrarei outros? Provavelmente sim, mas não é obrigatório, pois nem sempre vivem em grupos. São animais solitários, porém em áreas urbanas concentram-se em locais de fácil acesso à comida e ao abrigo.

- Os escorpiões formam ninhos? Não, mas existem locais, principalmente em áreas urbanas, que favorecem o seu aparecimento em maior quantidade. Por outro lado, deslocam-se o tempo inteiro, sem necessariamente retornar ao mesmo local.

- O escorpião sobe no vidro? Não, os escorpiões não sobem em superfícies totalmente lisas.

- Se um escorpião perder uma parte de seu corpo (pernas, cauda), ele consegue se regenerar? Não, somente alguns exemplares, quando muito jovens, regeneram parte das pernas. Na fase adulta, não trocam mais a pele, portanto não conseguem regenerar partes perdidas. No caso de perda da cauda, o animal morre por perda de hemolinfa ou por obstrução do seu intestino que termina no final da cauda. O telson não é um órgão vital para o escorpião mas a morte por falta de alimento pode ocorrer nas espécies que dependem do veneno para paralisar a presa.

- O escorpião quando colocado em uma roda de fogo, comete suicídio? Não. Na realidade ele morre desidratado pela ação do calor intenso. Os movimentos que simulam uma ferroada nada mais são que a reação de defesa a um agressor, no caso, o fogo.

- Todo escorpião é venenoso? Sim, todos possuem veneno e a capacidade para injetar esse veneno. A diferença entre espécies perigosas e não perigosas está na ação deste veneno no homem.

- O escorpião sempre usa o veneno para se alimentar? Não, o escorpião só usa o veneno para se alimentar quando a presa é muito grande e precisa ser imobilizada. Nesse caso, a quantidade de veneno injetada é controlada de acordo com o tamanho das presas.

- O escorpião usa todo o seu veneno numa única picada? Ele nunca utiliza todo seu veneno numa única picada e pode causar um segundo acidente imediatamente após o primeiro. Pode também picar e não inocular veneno, causando um acidente assintomático ou “picada seca”.

- Do que depende a toxidade do veneno de escorpião? A toxidade é diferente para cada espécie de escorpião, podendo variar dentro da mesma espécie. Acredita-se que as diferenças estejam relacionadas à distribuição geográfica dos animais e às condições ambientais que determinam um tipo específico de alimentação, variações genéticas ou simplesmente variações fisiológicas entre espécimes.

- Controle químico funciona? Não. O hábito dos escorpiões de se abrigarem em frestas de paredes, embaixo de caixas, papelões, pilhas de tijolos, telhas, madeiras, em fendas e rachaduras do solo, juntamente com sua capacidade de permanecer meses sem se movimentar, torna o tratamento químico ineficaz. O que também torna os escorpiões resistentes aos venenos é o fato de possuírem o hábito de permanecer em longos períodos em abrigos naturais ou artificiais que impedem que o inseticida entre em contato com ele. Além disso possuem capacidade de permanecer com seus estigmas pulmonares fechados por um longo período. A aplicação de produtos químicos de higienização doméstica composto por formaldeídos, cresóis e paracloro-benzenos e de produtos utilizados como inseticidas, raticidas, mata baratas ou repelentes do grupo dos piretróides e organofosforados não são indicados por causarem o desalojamento dos escorpiões para locais não expostos à ação destes produtos, aumentando o risco de acidentes. Além disso, cria-se a falsa sensação de proteção por parte dos moradores que acreditam que o problema está resolvido, passando a negligenciar o trato com o ambiente. Até o presente momento não foi definida cientificamente a eficácia dos produtos químicos no controle escorpiônico em ambiente natural. Invariavelmente, por ocasião do lançamento de novos produtos no mercado, a indicação de seu uso não vem respaldada por experimentos confiáveis. Ilustrando o exposto podemos citar a ausência quase absoluta de registros de rótulos dos produtos no mercado nacional e internacional para tal finalidade. No caso da necessidade de controlar baratas em locais com presença de escorpiões, recomenda-se o uso de formulações tipo gel ou pó. Esta atividade deve ser executada somente por profissionais de empresas especializadas. Importante: O agente de saúde não deve realizar nem recomendar ao proprietário do imóvel a aplicação de produtos químicos.

 
 
 

 
Prefeitura Municipal de Guaiçara


ENDEREÇO:
Rua: Tiradentes, n° 171

CEP:
16430-000 | Guaiçara-SP

TELEFONE:
(14) 3547-9217


ATENDIMENTO DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 08:00 ÀS 11:00 e 13:00 AS 16:00 HORAS.
© Copyright Instar - 2006-2017. Todos os direitos reservados.

icone instar © Copyright Instar - 2006-2017. Todos os direitos reservados.